RECEBA AS NOVIDADES

ENTRE EM CONTATO

Caso você tenha alguma dúvida, sugestão, contribuição, crítica e/ou queira saber como participar do site é só nos mandar um e-mail ou deixar um comentário. Mandar e-mail

ARQUIVOS DO SITE

NOTÍCIAS ON LINE


Ministério Público quer fábrica da Cristal fora da orla Camaçari-Ba

Polêmica desde a sua implantação, a unidade da multinacional Cristal Company (ex-Tibrás e Millenium) deverá ser transferida para o Pólo Industrial de Camaçari.

Se depender do Promotor Público de Justiça, Meio Ambiente, Cidadania e Consumidor de Camaçari, Luciano Pitta, e de Elizabeth Wagner, diretora do Instituto do Meio Ambiente  da Bahia, a unidade da multinacional fechará as portas em Interlagos, no Litoral Norte.

No dia 28 de novembro será realizada uma audiência pública, com a presença de moradores da região, principalmente da localidade de Areias, que acusam a fábrica de titânio da Cristal Company de poluir o
mar com resíduos e causar problemas de saúde.

Também participarão do encontro as secretarias de Meio-Ambiente de Camaçari e da Bahia, Vigilância Sanitária do Estado, gestores da Área de Proteção Ambiental dos rios Joanes e Ipitanga e associações de moradores. Especialistas e técnicos farão exposições sobre os males causados pelo titânio junto à população, lençol freático e fauna marinha.

Pitta não se mostra radical para encerrar as atividades da empresa (ex-Tibrás, Millenium e Lyondel), mas apenas pondera quanto à sua localização inadequada, que será mais viável no Pólo Industrial de Camaçari e não na orla marítima.

Hoje Interlagos é um vetor de crescimento imobiliário, concentrando residências como forma de atender à expansão da Região Metropolitana de Salvador, explica.

2 comentários:

  1. Acho que nao e so acristal que polui , o lenço freatico, os condominio ao redor dele tambem pois nao tem sistema de esgoto na quela area , casas , bares , se a lei e para um e para todos.

    ResponderExcluir
  2. Concordo o problema de falta de saneamento básico é um entre tantos outros elementos que somam para a poluição e degradação sócio ambiental

    ResponderExcluir

Deixa aqui seu comentário!

PESQUISA RÁPIDA NO SITE

Entenda as mudanças do Código Florestal

Vale a pena “ser” verde?

De forma reducionista, “ser” verde significa ter suas instalações, processos construtivos, operações, equipamentos, insumos, produtos e serviços “verdes”, ou seja, que reduzem o impacto no meio ambiente e na saúde das pessoas quando comparados com os produtos e serviços similares utilizados para a mesma finalidade de fornecedores “verdes”.

Saiba mais...

CONSUMO CONSCIENTE

Colabore fazendo sua parte!

Este espaço é voltado para o leitor consciente, onde é apresentado exemplos de ações que possam ser utilizados no dia-a-dia, tendo o objetivo de preservar os recursos naturais.

INDICAÇÕES DE LIVROS

Um local onde você pode buscar autores da área de Meio Ambiente, Cultura e áreas afins.

Conheça o nosso acervo...


SEGUIDORES

COMENTÁRIOS RECENTES

SITES SOBRE MEIO AMBIENTE

 

© 2009 - 2011 - - todos os direitos reservados ao Meio Ambiente e Cultura